Em caso de dúvidas ou sugestões sobre nossa atuação em Serra do Salitre, entre em contato:

Linha Verde: 0800 880 1885

Resgate e liberação de fauna

Durante a retirada da vegetação foram resgatados mais de 300 espécies/animais. Dentre eles: sapos, pererecas, tatu-de-rabo-mole-grande,

tatu-peba, mico-estrela, ouriço-cacheiro, cuíca-graciosa, morcego, serpentes, lagarto e outros. Foram registrados mais de 100 ninhos de espécies como jandaia-de-testa-vermelha, coruja-buraqueira, jacurutu, beija-flor e picapauzinho-anão. Esses animais, assim como os ninhos, foram levados para áreas de matas fechadas na região do empreendimento. A área de Meio Ambiente continua monitorando e protegendo a fauna.

Espécies ameaçadas

Algumas espécies ameaçadas de extinção foram encontradas na região. Tamanduá-bandeira, lobo-guará, tatú-de-rabo-mole-grande

e guigós são algumas delas. Este animais foram registrados e estão sendo monitorados para preservação da espécie.

 

Proteger o meio ambiente é um dever de todos nós.

A Galvani iniciou o monitoramento dos animais em 2005, muito tempo antes de iniciar as instalações da empresa.

Vegetação

Conheça algumas espécies de vegetação que foram retiradas do espaço para a instalação do empreendimento:

Angico, Sucupira – Preta, Jequitibá, Pau-Óleo, Gameleira, Ipê Rosa, Jatobá do Ca, Pau- Terra, Capitão e Mamica-de-Porca

Curiosidade:

Para cada 1 espécie nativa característica de mata atlântica

Devem ser plantadas 50 mudas da mesma espécie!

As mudas serão plantadas em toda a área que pertence ao empreendimento. A área comprada para a instalação da empresa era uma área degradada para utilização como pasto e agricultura. Com a chegada da empresa, essas áreas serão recuperadas.

 

São replantadas bromélias, orquídeas, algumas espécies de samambaias e trepadeiras.

 

Durante o processo de retirada da vegetação, coletamos o maior número possível de sementes e frutos visando a reprodução das espécies, que serão usadas no reflorestamento das áreas, garantindo a continuidade das espécies que foram retiradas do local.

Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD)

Toda área comprada assim como a área que está sendo degradada será recuperada no futuro. A empresa está monitorando e cumprindo com todas as suas obrigações legais para a preservação do meio ambiente. Juntando áreas de Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) e as áreas de Compensação Ambiental e Reserva Legal, já adquirimos o equivalente a 1.208 campos de futebol. Grande parte serão recuperadas e todas serão monitoradas e preservadas.

Ganhos ambientais

  • Compramos 158 hectares de mata nativa na região de Serra do Salitre e Patrocínio para instituição de Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). É uma área protegida para a conservação ambiental.

  • Como parte da vegetação foi retirada para a instalação da fábrica, adquirimos 255 hectares na área do empreendimento e na região de Serra do Salitre. É um espaço de Compensação Ambiental que também   é protegido.

  • Aquisição de 450 hectares de Reserva Legal, devidamente averbadas - área a ser reservada, de preservação ambiental.

  • Lei do snok – obrigação 3.500 milhões de compensação ambiental repassados ao estado para criação, implantação e manutenção das Unidades de Conservação (UC) – Lei Federal 9985/00 e Decreto Federal 4340/02 e Decreto Estadual 45.175/09.

  • Realizamos monitoramento da fauna existente no entorno do empreendimento, incluindo as espécies ameaçadas de extinção da região.

  • Estudamos para ampliar nossos conhecimentos científicos sobre a fauna  e a flora local.

  • Monitoramos constantemente o ar, o ruído e a água, dentro e fora do empreendimento.

  • Em 2016 promovemos várias ações do Programa de Educação Ambiental. Foram realizadas palestras e atividades de sensibilização ambiental em escolas de Serra do Salitre e região.

  • Programa de Recuperação de Áreas Degradas.